A ansiedade que antecede ao momento de criar

* A diminuição súbita (geral) da energia de um sistema e todas as funções que dele dependem;
* O propalado "efeito dominó" e sua condição mais extrema: o colapso;
* A debilidade repentina das ações, adinamia de ritmo, queda do poder e forças, um momento ômega.

Scribere
Faço dos sinais gráficos, que conheço, os meus representantes. Desembaraçando os caracteres, leio-os, de viva voz. Minha expressão é redigida em linhas incompletas de palavras. A composição de letras dirigidas para registrar meu sonho literário. Escrevo, porque amo.


LuhanaSP

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Mega superlativo

Astrônomos anunciaram a descoberta da "maior estrela do Universo", conhecida por nós, pelo menos, até hoje. Esta estrela é dez milhões de vezes mais brilhante que o nosso Sol.

A pesquisa publicada revela que foram encontradas várias estrelas com temperaturas superficiais de mais de 40.000 graus Celsius, portanto, mais de sete vezes superior à temperatura do "rei" Sol (nosso velho conhecido). Comparando-as com outros modelos estelares, concluiu-se que várias destas estrelas nasceram com massas superiores a 150 massas solares.

Paul Crowther, da Universidade de Sheffield (Inglaterra), chefiou a equipe de descobridores cientistas e comemorou este recorde.
Cristóvão Colombo, que também se deixou guiar pelas estrelas, ficaria muitíssimo orgulhoso dele.

O título de "maior estrela do Universo" foi conferido à estrela da festa. R136a1 - é o nome dela - encontrada no enxame R136, é a estrela de maior massa conhecida até agora, com uma massa atual de cerca de 265 massas solares e com uma massa de 320 vezes a massa do Sol na época do seu nascimento.

...

"Ora (direis) ouvir estrelas! Certo
Perdeste o senso"! E eu vos direi, no entanto,
Que, para ouvi-las, muita vez desperto
E abro as janelas, pálido de espanto...

E conversamos toda a noite, enquanto
A via láctea, como um pálio aberto,
Cintila. E, ao vir do sol, saudoso e em pranto,
Inda as procuro pelo céu deserto.

Direis agora! "Tresloucado amigo!
Que conversas com elas? Que sentido
Tem o que dizem, quando estão contigo?"

E eu vos direi: "Amai para entendê-las:
Pois só quem ama pode ter ouvido
Capaz de ouvir e de entender estrelas".

Quando o Olavo Bilac criou esta poesia, ele só estava pensando na Via Láctea - que inspira o seu título.

Ah, as estrelas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aprecie sem moderação