A ansiedade que antecede ao momento de criar

* A diminuição súbita (geral) da energia de um sistema e todas as funções que dele dependem;
* O propalado "efeito dominó" e sua condição mais extrema: o colapso;
* A debilidade repentina das ações, adinamia de ritmo, queda do poder e forças, um momento ômega.

Scribere
Faço dos sinais gráficos, que conheço, os meus representantes. Desembaraçando os caracteres, leio-os, de viva voz. Minha expressão é redigida em linhas incompletas de palavras. A composição de letras dirigidas para registrar meu sonho literário. Escrevo, porque amo.


LuhanaSP

sexta-feira, 11 de março de 2011

O nome das coisas

Por que cada coisa tem seu defenido "nome"?
Qual nome você teria, se lhe fosse outorgado este poder? Mudar, escolher?!
A palavra que designa, define e distingue uma coisa das outras.
No meu jardim de infância retórico faço elucubrações nada originais, que remontam discussões filosóficas de Platão a Michel Foucault, sobre a relação entre o nome e ao que ele se refere.
Como as coisas que conhecemos passaram a ter esses nomes? E que importância isso tem?
Tradução de impressões, junções e adaptações... não podemos esquecer o contexto.
Substantivos por designar a substância, ou adjetivos descritivos de qualidades. Nomes e suas possibilidades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aprecie sem moderação