A ansiedade que antecede ao momento de criar

* A diminuição súbita (geral) da energia de um sistema e todas as funções que dele dependem;
* O propalado "efeito dominó" e sua condição mais extrema: o colapso;
* A debilidade repentina das ações, adinamia de ritmo, queda do poder e forças, um momento ômega.

Scribere
Faço dos sinais gráficos, que conheço, os meus representantes. Desembaraçando os caracteres, leio-os, de viva voz. Minha expressão é redigida em linhas incompletas de palavras. A composição de letras dirigidas para registrar meu sonho literário. Escrevo, porque amo.


LuhanaSP

domingo, 20 de novembro de 2011

Consciência Negra

A consciência não tem cor, mas hoje ela deve ser tingida de negro por justa homenagem.
É impossível apagar um passado, um processo histórico tão contundente (covarde e truculento), mas examinar os próprios atos e sentimentos é importante para a reparação.
Ter consciência: ser incapaz de uma indignidade. 

O Navio Negreiro
(Antonio Frederico de Castro Alves)
... 

IV

Existe um povo que a bandeira empresta
P'ra cobrir tanta infâmia e cobardia!
E deixa-a transformar-se nessa festa
Em manto impuro de bacante fria!
Meu Deus! meu Deus! mas que bandeira é esta,
Que impudente na gávea tripudia? 
Silêncio. Musa... chora, e chora tanto
Que o pavilhão se lave no teu pranto!
Auriverde pendão de minha terra, 
Que a brisa do Brasil beija e balança,
Estandarte que a luz do sol encerra
E as promessas divinas da esperança...
Tu que, da liberdade após a guerra,
Foste hasteado dos heróis na lança 
Antes te houvessem roto na batalha, 
Que servires a um povo de mortalha!

Fatalidade atroz que a mente esmaga!
Extingue nesta hora o brigue imundo
O trilho que Colombo abriu nas vagas, 
Como um íris no pélago profundo!
Mas é infâmia demais!
Da etérea plaga
Levantai-vos, heróis do Novo Mundo!
Andrada! arranca esse pendão dos ares!
Colombo! fecha a porta dos teus mares!

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Vai acontecer no dia 11/11/11

Cada dia é diferente do outro - imprevisível, por mais que se tente adivinhá-lo, decifrá-lo, ou, sabê-lo com exatidão. Um espaço sideral de pura e reluzente imprevisibilidade.

O inusitado acontece diante dos seus olhos, na fração de um piscar. E todo o planejamento terá que se submeter à porção vazia do universo, região em que predomina o vácuo, desprovida de regras e respostas prontas. O transcendental improviso.

Conjunção astral para o dia 11/11/11:

O Sol segue orbitando o signo de Escorpião e a Lua - dando vazão aos seus ímpetos sedutores - passará o dia em Touro, em quadratura com Netuno, que resolveu "dar um tempo" na sua trajetória pelo signo de Aquário. É a maré do delírio, vindo por aí. Dizem que é a quadratura ideal para os loucos, ébrios e artistas.


domingo, 6 de novembro de 2011

Anseios

 

Você sabe o que quer da vida? Sabe, ao menos, o que não quer?
Difíceis questões existenciais...
Lembrei-me de uma música, reminiscência quase infantil, de um período em que eu ouvia muito o sábio lunático - Raul Seixas. A música é "Gente".

Gente é tão louca/E no entanto tem sempre razão/Quando consegue um dedo/
Já não serve mais, quer a mão/E o problema é tão fácil de perceber/
É que gente/Gente nasceu pra querer...

Provavelmente, a resposta de maior incidência entre nós, seres humanos feitos desta substância - gente, é a clássica: - Eu quero ser feliz! Mas, é certo também, que quase todos nós agimos como autômatos e seguimos sem saber.

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Coincidência e redundância

Can't Buy Me Love
(Lennon/McCartney)

Can't buy me love, love
Can't buy me love

'll buy you a diamond ring my friend
If it makes you feel all right
I'll get you anything my friend
If it makes you feel all right
'Cause I don't care too much for money
Money can't buy me love

I'll give you all I've got to give
If you say you love me too
I may not have a lot to give
but what I've got I'll give to you
I don't care too much for money
Money can't buy me love

Can't buy me love
Everybody tells me so
Can't buy me love
No, no, no, no

Say you don't need no diamond rings
And I'll be satisfied 
Tell me that you want those kind of things
that money just can't buy
I don't care too much for money
Money can't buy me loveCan't buy me love 
Everybody tells me so
Can't buy me love
No, no, no, no

Say you don't need no diamond rings
And I'll be satisfied
Tell me that you want those kind of things
that money just can't buy
I don't care too much for money
Money can't buy me love
Ooh, can't buy me love, love
Can't buy me love, no


Não quero dinheiro
(Tim Maia)

Vou pedir prá você ficar
Vou pedir prá você voltar
Eu te amo
Eu te quero bem

Vou pedir prá você me amar
Vou pedir prá você gostar
Eu te amo
Eu te adoro, meu amor

A semana inteira
Fiquei esperando
Prá te ver sorrindo
Prá te ver cantando
Quando a gente ama
Não pensa em dinheiro
Só se quer amar
Se quer amar
Se quer amar

De jeito maneira
Não quero dinheiro
Quero amor sincero
Isto é que eu espero
Grito ao mundo inteiro
Não quero dinheiro
Eu só quero amar

Te espero para ver se você vem
Não te troco nesta vida por ninguém
Porque eu te amo
Eu te quero bem

Acontece que na vida gente tem
Que ser feliz por ser amado por alguém
Porque eu te amo
Eu te adoro, meu amor

A semana inteira
Fiquei esperando
Prá te ver sorrindo
Prá te ver cantando
Quando a gente ama
Não pensa em dinheiro
Só se quer amar
Se quer amar
Se quer amar