A ansiedade que antecede ao momento de criar

* A diminuição súbita (geral) da energia de um sistema e todas as funções que dele dependem;
* O propalado "efeito dominó" e sua condição mais extrema: o colapso;
* A debilidade repentina das ações, adinamia de ritmo, queda do poder e forças, um momento ômega.

Scribere
Faço dos sinais gráficos, que conheço, os meus representantes. Desembaraçando os caracteres, leio-os, de viva voz. Minha expressão é redigida em linhas incompletas de palavras. A composição de letras dirigidas para registrar meu sonho literário. Escrevo, porque amo.


LuhanaSP

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Para enterrar as agruras



AS LUZES VELAM AS MEMÓRIAS
LEVAM AS DORES À DESPEDIDA
COMOVEM-SE DE TANTAS...
                                        [VITÓRIAS]
E PERDEM-SE EM PAZ.




terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Patacoada

Em resumo, é uma tolice sem sentido.
Palavras jogadas ao vento, não precisariam ter sido ditas ou escritas, mas antes já ocuparam algum espaço em uma mente... Qualquer coisa pensada.
Sim, disparates sem endereço certo. Nenhuma mensagem escondida, ou fórmula secreta do conhecimento. Balelas distorcidas, presunção do opinar e mero exercício orgânico da manifestação pessoal.
Observação, leitura, impressão, ideia, ponto de vista. Qualquer coisa sobre uma generalidade distante, ou uma predileção. Inferências? Talvez, calcadas em reminiscências.
Particularidade que pode ser partilhada sem exaltação do amor-próprio. Apenas uma liberdade. Escrever sobre qualquer assunto, ressaltando fonemas num momento de interjeição, só para representar um suspiro. Não censurar o ridículo interior quando for inevitável. Mas, principalmente, e acima de tudo não ridicularizar o outro (uma individualidade).
Nem toda pena será uma espada e muitas palavras serão apenas palavras.